Category: Poesias


Dragão Negro

Há um dragão à luz da Lua
Esperando a escurdão lhe tomar conta.
As chamas ardem dentro dele,
Ansiando para sair e queimar.

Seus olhos vermelhos espreitam a noite.
Sua pele negra e fosca perde-se no breu.
Suas garras arranham o chão
Enquanto seu gélido sangue percorre seu corpo

Seu coração bate devagar,
Sua respiração quase não se ouve.
O vento agora sopra
Quebrando o longo silêncio que ora predominava.

Vejo alguém chorando por dentro.
Correndo em desespero, mas com passos calmos.
Ouço gritos de dor, mas nenhum som é emitido.
Sinto uma grande repreensão…

Com minhas asas salto rapidamente.
Subo aos céus e caio como um raio,
Derrubando esta garota que se disfarça em si mesma.
Caio por cima dela e a seguro firme com minhas garras.

Cubro-a com minhas asas.
Faço-a ver o fogo que queima dentro de mim.
Sentido seu medo, aproximo-me e digo em seu ouvido:
Ninguém é tão fraco que não possa superar a si mesmo quantas vezes for preciso.

Solitário

solitario

Quero que o vento vente logo
para secar as lágrimas que escorrem dos meus olhos
e teimam em cair ao chão.
Não deixe-as cair, não deixe que elas também me abandonem.
Como é insuportável estar sozinho!

Qualquer explicação é inútil se não trouxer ela de volta.
Nenhum coração partido ou não deve ter passado por algo assim,
senão teria deixado de bater assim que a escuridão o tivesse tomado.
Como abandonar um pedaço de si dentro alguém que diz que não vai voltar?

Amor Quebrado

amor quebrado

Amor Quebrado

Perfeição indistringuível em meio às tuas formas
Que de traços e curvas se compõe em estonteante harmonia.
Ó bela alma que em meu coração vagas.
Impetuosa magnitude que glorifico em minha essência vazia.

Gélida noite meu espírito contempla em ti
Por não discernir do exato, aquilo que o coração fala.
Estúpido e sombrio coração que feri
Em triste dia que uma estrela viu e sabe, mas se cala.

Puros campos verdejantes, mas não mais que teus olhos,
Janela inquieta de tua alma de segredos,
Mergulhada em si mesma e por ti fechados
Todos os caminhos teus que de mim já são ocultados.

Degrado, sub-vivo, mas ainda instigo
O sagrado desejo de em teu corpo morrer.
Cruel e maldoso caminho que agora sigo
Até a derradeira hora do completo esquecer.

Pensamentos…

noite

Pensamentos…

Às vezes eu gosto de pensar,
Às vezes evito meus pensamentos.
Diversas vezes viajei na minha mente.
Diversas vezes quis esquecer tudo,
Deixar tudo para trás, não existir mais.

Hoje penso que tudo que passo e passei,
De bom e de ruim,
Foram bons momentos em si, essencialmente.
Não me arrependo de ter pensado
Que não queria jamais pensar novamente.

Na verdade, a única diferença que temos que fazer
É aquela para nós mesmos, aquela que realmente nos atinje.
Ninguém é tão humilde que nunca quis se sobressair
Mesmo que seja para si mesmo.
Por que fujir, pois, dos nossos problemas,
Se são deles que tiramos forças para sermos grandes?

Mas… por que sermos grandes e pra quem o fazemos?
Por que queremos?
Porque se não vivermos para nós,
Jamais viveremos.

gotas

O Som das Minhas Lágrimas

Vou deixar sair
e para sempre fazer lembrar.
Na eternidade ir
e no infinito ficar.

O som das minhas lágrimas
vou fazer ouvir,
não como texto lido de páginas e páginas,
mas do meu sincero sentir.

Fazer vir de dentro,
expandir ao todo infinito,
desde o centro
até o além do além, meu úiltimo grito.

Morri, Renasci e Permaneço em Ti

morte

Morri, Renasci e Permaneço em Ti

Nas tuas mãos me vejo.
No teu corpo, meu desejo.
Tão perto, tão longe de ti,
tão triste, quase desfaleci.

Em tuas mãos morri.
Por ti fui castigado.
Meu sangue dei a ti,
simplesmente por ter te amado.

Em teus sonhos renasci.
pude te ver novamente.
Meu perdão te ofereci,
por te amar eternamente.

Não chore, já acabou.
Não há passado tão sinistro, negro,
pelo qual você passou,
que não possa ser esquecido,
deixado na imensidão, como se jamais tivesse acontecido.